Logo da USF - Universidade São Francisco

botão de atalho p/ o Vestibular da USF
botão de atalho p/ o Vestibular da USF
logo usf
logo usf
botão de atalho p/ o Vestibular da USF botão de atalho p/ o Vestibular EAD da USF
Pesquisa

Projetos de Pesquisa

Projetos de Pesquisa

Linha Educação, Sociedade e Processos Formativos

1. PROJETO: PROCESSOS FORMATIVOS: DISCENTES E DOCENTES EM CONTEXTOS DE FORMAÇÃO

RESUMO:

O presente projeto visa dar continuidade às pesquisas que tenho desenvolvido envolvendo professores e estudantes dos diferentes níveis de ensino. Tem como objetivos: 1) Identificar as múltiplas práticas de formação em processos de escolarização; 2) Analisar nas vozes de estudantes suas concepções sobre escola, matemática, currículo, dentre outras; 3) Analisar os processos de constituição identitária de futuros professores e professores em exercício; 4) Analisar as condições de trabalho docente; e 5) Analisar as práticas de letramento matemático escolar. O projeto abarca as diferentes pesquisas desenvolvidas no âmbito do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação – mestrado, doutorado e iniciação científica –, bem como minha pesquisa como Pesquisadora Produtividade, nível 2, do CNPq (Práticas de (auto)formação e de constituição identitária: as narrativas da experiência e o compartilhamento de práticas). Tratam-se de pesquisas qualitativas que tomam as vozes de estudantes e professores na perspectiva de análise dos seus processos formativos. Elas são realizadas a partir de procedimentos metodológicos próprios da modalidade qualitativa, quais sejam: memoriais de formação; narrativas de estudantes (da educação infantil ao ensino superior); narrativas autobiográficas e de práticas; e registros de aulas. Também serão realizados estudos metanalíticos de sistematização de pesquisas concluídas. Apoia-se, teoricamente nas seguintes perspectivas: estudos (auto)biográficos, perspectiva histórico-cultural e discursivo-enunciativa. Os resultados obtidos poderão subsidiar futuras práticas de formação docente e discente.

Coordenadora: Adair Mendes Nacarato
Contato: adair.nacarato@usf.edu.br
 

2. PROJETO: AS FAVELIZAÇÕES NOS CENTRO URBANOS DE SÃO PAULO E A EDUCAÇÃO: INVISIBILIDADE SOCIAL E ESTRANHAMENTO DE MUNDO – ANÁLISES A PARTIR DE WALTER BENJAMIN

RESUMO:

O objetivo deste projeto é refletir acerca das moradias em lugares periféricos ou lugares de favelização no estado de São Paulo e sua relação com a educação. Parte-se da hipótese de que essas habitações dificultam e são obstáculos para a concretização do processo escolar, especialmente na infância e adolescência. Podem, talvez, contribuir para inviabilizar ações em prol de mudanças de um cenário precário. Para Benjamin, a causa da extrema pobreza é uma nova barbárie, é a continuidade da cultura burguesa. O autor, entretanto, adverte que essa nova barbárie está em toda parte e é especialmente alimentada pela ganância do capitalismo que acentua os conflitos socioculturais, educacionais, econômicos e políticos. Investigar-se-á qual o papel da educação escolar para a formação humana e profissional das crianças, adolescentes e adultos que habitam esses espaços. A pesquisa terá como parâmetros e referências de análise autores da Teoria Crítica da Sociedade, particularmente, Walter Benjamin, Theodor W. Adorno, M. Horkheimer e Herbert Marcuse, com destaque para os diálogos que são travados com pensadores da contemporaneidade, entre os quais, Z. Bauman, C. Türcke, N. Sevcenko, A. Gruschka, J.-M. Gagnebin e outros. Para a pesquisa de campo, serão selecionadas duas comunidades faveladas na cidade de São Paulo. Propõe-se ouvir os relatos e fazer os registros das narrativas de vida dos sujeitos participantes dos três grupos, previamente selecionados – alunos (Ensino Fundamental e Ensino Médio), pais e educadores. Também serão fotografados os interiores das habitações, com o devido consentimento dos moradores ou os moradores como os autores das fotografias, mediante instrumentos tecnológicos acessíveis aos mesmos. Entretanto, as fotografias não terão identificação de seus habitantes. Acredita-se que as imagens fotográficas possam ajudar nas leituras e análises da realidade social e humana dessas comunidades. Discute-se ainda como a invisibilidade social é gerada e produzida, e porque o olhar de estranhamento de mundo de Walter Benjamin pode nos ajudar a compreender esta invisibilidade social e humana. Discute-se também o papel das novas tecnologias na inclusão / exclusão de sujeitos nos âmbitos da educação, da cultura e da sociedade de consumo de bens e serviços.

Coordenadora: Luzia Batista de Oliveira Silva
Contato: luzia.silva@usf.edu.br
 


3. PROJETO: WALTER BENJAMIN E GASTON BACHELARD - APROXIMAÇÕES SOBRE A INFÂNCIA E A EDUCAÇÃO

RESUMO:

O projeto está vinculado às linhas de pesquisa: Walter Benjamin, Filosofia, Educação; Ética, Estética e Educação; Infância, imaginação, memória e educação. Vinculado ao Grupo de Pesquisa: Walter Benjamin, Filosofia, Educação (UNIMEP líderes: Luzia Batista de Oliveira Silva e Cláudia da Silva Santana). Articulado ao Núcleo de História e Filosofia da Educação do Programa de Pós-Graduação da Universidade Metodista de Piracicaba. A pesquisa objetiva investigar como a infância e a imaginação são constituídas/tratadas no pensamento filosófico de Walter Benjamin e Gaston Bachelard. O estudo dos autores se centrará nas imagens da infância que emergem de suas obras.

Coordenadora: Luzia Batista de Oliveira Silva
Contato: luzia.silva@usf.edu.br
 

4. PROJETO DE PESQUISA: ENSINO DE HISTÓRIA: O ESTUDO DAS PRÁTICAS DE ENSINO UTILIZANDO DOCUMENTOS JUDICIAIS, PERIÓDICOS IMPRESSOS E NARRATIVAS ORAIS

RESUMO:

O projeto integra investigações que são desenvolvidas pelos professores do Grupo de Pesquisa do CNPq Rastros: História, Memória e Educação. Tem como sede o Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa em História da Educação (CDAPH) do PPG Stricto Sensu em Educação da Universidade São Francisco (USF). Caracteriza-se por estudos interinstitucionais envolvendo 6 universidades: USF, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e Universidade Federal de Tocantins (UFT). Instituições localizadas respectivamente em: Bragança Paulista, Sorocaba, Campinas, Florianópolis, Guarabira e Palmas. Tem como foco o ensino de História. Objetiva investigar quais são as potencialidades de uso didático de documentos históricos provenientes do Poder Judiciário na relação com periódicos impressos e narrativas orais. Propõe-se a realizar experiências curriculares em diferentes escolas pertencentes aos estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraíba e Tocantins, visando compreender quais são as possibilidades para a utilização didática dos documentos provenientes das seguintes entidades: CDAPH, Gabinete de Estudos Sorocabanos, do Centro de Memória da UNICAMP (CMU), Laboratório de História Oral (LABHORAL), do Núcleo de Documentação Histórica (NDH), Arquivo Carlos Araújo Moreira Neto (UFT-Porto Nacional). A partir desta pesquisa interinstitucional espera-se contribuir para a consecução da função social e educacional dos acervos documentais dessas instituições; compreender quais são os diferentes saberes, fazeres e experiências histórico-educacionais na produção do conhecimento histórico que serão construídos por professores e estudantes de educação básica, pelo cotejamento entre os diversos tipos de fontes históricas propostas. Esperamos ainda compreender como se dá a dinâmica envolvida nos processos de constituição dos saberes docentes, quando os professores das escolas básicas desenvolvem atividades com documentos em sala de aula.

Coordenadora: Maria de Fátima Guimarães
Contato: fatima.guimaraes@usf.edu.br
 


5. PROJETO CULTURA, EDUCAÇÃO E PATRIMÔNIO: POR ENTRE CORPOS, MEMÓRIAS E HISTÓRIAS
RESUMO:


O Projeto privilegia possíveis conexões entre história, memória e linguagem no diálogo com a educação, tomada enquanto um processo cultural polissêmico, atravessado por tensões, disputas e conflitos entre diferentes grupos sociais. Entende tais conexões matizadas por ideias, sociabilidades e sensibilidades plurais, no imbricamento de experiências singulares, cujas percepções pressupõem dimensões simbólicas e políticas situadas historicamente. Pressupõe que tais conexões se inscrevem, atravessam e deslocam o corpo, ganhando materialidade e visibilidade nas diferentes formas de expressão, sensibilidades e sensitividades que o constituem na contemporaneidade e o constituíram no passado. Ainda, pressupõe que este imbricamento propicia olhares e leituras plurais da educação na relação com a história, a memória e o patrimônio cultural, o que nos permite entrecruzar temáticas relativas à cidade, ao corpo e questões de gênero, acolhendo reflexões e problematizações sobre como se institui o que se entende por patrimônio, no que tange a disputa de símbolos e sensibilidades que envolve tal reconhecimento, bem como as mediações necessárias para seu uso, gestão e fruição. Nesta perspectiva, o Projeto acolhe pesquisas que focalizam a crescente valorização da educação formal, em seus diferentes níveis, a partir de interfaces entre tal campo e outros campos do saber (jurídico, urbanístico, sanitário, arquitetônico, médico, dentre outros), bem como problematiza a violência e as tentativas de desqualificação, silenciamento e apagamento de experiências, práticas e saberes que não se circunscrevem aos paradigmas dessa educação. Violências e tentativas passíveis de rastreamento nas camadas de temporalidades/espacialidades entranhadas nas racionalidades que compõem a paisagem contemporânea. Um dos objetivos do Projeto é rastrear e compreender sociabilidades e sensibilidades que emergiram nesse processo, à luz de histórias e memórias distintas. O outro é flagrar práticas culturais, experiências e usos sociais de saberes instituídos que foram mobilizadores da expressão coletiva em suas diferentes linguagens e suportes midiáticos, vincados por ideias plurais, frutos da diversidade ancorada em questões culturais, de gênero, religiosas e políticas - indícios, por vezes, de resistências, permanências e/rupturas sociais. E, por fim, sistematizar fontes primárias de origem e natureza diversas, que foram, são e serão privilegiadas nos trabalhos de pesquisas (IC, dissertações e teses), no âmbito do Grupo Rastros, com intuito de criar e disponibilizar um banco de dados para a pesquisa online a partir do CDAPH-USF, contribuindo tanto para futuras pesquisas acadêmicas quanto para aquelas e iniciativas destinadas à construção de conhecimentos educacionais e históricos.

Coordenadora: Maria de Fátima Guimarães
Contato: fatima.guimaraes@usf.edu.br
 

6. PROJETO: ENTRE O PRESCRITO E O REAL: AS CON(TRA)DIÇÕES DA PRÁTICA DOCENTE

RESUMO:

Este projeto de pesquisa tem como foco a análise da atividade docente a partir da metodologia em Clínica da Atividade (Clot), uma metodologia que contribui para olhar para o que ocorre concretamente da sala de aula, em contextos específicos de trabalho. A utilização da metodologia da Clínica da Atividade pode ajudar a compreender a dinâmica escolar e a fortalecer os docentes de modo que possam enfrentar melhor os desafios. Os objetivos da pesquisa são: Analisar aspectos da prática docente de professores em diferentes níveis de ensino; identificar as possíveis relações existentes entre a trajetória de formação dos professores e a prática pedagógica; conhecer quais são seus dilemas, dificuldades; conhecer as condições de saúde dos docentes participantes da pesquisa; analisar como estes organizam o trabalho pedagógico e analisar as (im)possibilidades de fortalecimento do coletivo de trabalho através da clínica da atividade. Pensamos que esta pesquisa pode contribuir para ampliar os conhecimentos sobre a atividade docente, suas especificidades e dificuldades, bem como encontrar pistas para o desenvolvimento dessa atividade e os processos de formação. A compreensão pretendida não é apenas aquela destinada a oferecer conhecimentos ao pesquisador para responder suas questões de pesquisa, mas antes, objetiva-se, o desenvolvimento da compreensão pelo próprio sujeito, que ao analisar e narrar a própria história torna-se um outro de si mesmo.

Coordenadora: Maria de Fátima Guimarães
Contato: fatima.guimaraes@usf.edu.br
 

7. PROJETO: OS CORPOS, AS SENSIBILIDADES E AS EXPERIÊNCIAS URBANAS NA MODERNIDADE

RESUMO:

O objeto da pesquisa é o corpo humano na modernidade. Temos por objetivo flagrar se existem conexões entre esse corpo, as experiências urbanas e a educação das sensibilidades na modernidade. Partindo-se do pressuposto que existem tais conexões, delimitamos como segundo objetivo da pesquisa, identificar e rastrear historicamente como estas se constituíram à luz da emergência de demandas sociais atravessadas por tensões, disputas e conflitos mobilizados por questões culturais e de gênero, frente aos saberes jurídicos, médicos e escolares. Para tanto, buscamos nas contribuições de Walter Benjamin fundamentação teórica para avançamos em nossa pesquisa.

Coordenadora: Daniela Dias dos Anjos
Contato: daniela.anjos@usf.edu.br
 


8. PROJETO: A ARTE DE EDUCAR NA OBRA DE PAULO FREIRE E O EMERGIR DO SUJEITO ÉTICO COMO TAREFA FUNDAMENTAL DA EDUCAÇÃO

RESUMO:

Este projeto de pesquisa tem como objetivo investigar a vida e a obra do pedagogo Paulo Freire, identificando os passos da construção de seu pensamento e a sua contribuição para o mundo da educação; busca igualmente compreender o lugar que ocupa o processo de conscientização, enquanto ação e reflexão que desperta para uma consciência crítica; intenta captar o emergir do sujeito ético, fruto da responsabilidade como exigência fundamental da liberdade, capaz de decisão e ruptura, de denúncia e anúncio.
Essa pesquisa se inscreve num cenário com diferentes fases e respectivos desdobramentos do pensamento freireano. Nestes, buscamos decifrar a arte de educar na obra de Paulo Freire, alimentada pela crença no poder criativo do ser humano, na sua capacidade de mudar o mundo, que se desdobra na práxis humana, enquanto ação e reflexão sobre o mundo.
O nosso intuito é decifrar, na obra deste pedagogo brasileiro, o sentido prático-reflexivo de sua pedagogia, capaz de aliar amor e inquietude, fundado tanto na prática da liberdade, enquanto essência, como na libertação do oprimido, enquanto responsabilidade. Cabe aprofundar o sentido de práxis humana, no despertar do potencial criativo que habita todo ser humano, que lhe permite alçar o voo da autonomia sobre o vasto território da vida que se tece a muitas mãos.
Dessa forma, nossa pesquisa quer contribuir com os grupos de pesquisa que buscam aprofundar o pensamento de Paulo Freire e o emergir do sujeito ético. Isto se faz premente, senão urgente, neste momento da história de nosso país em seu desafio educacional e no anseio que perpassa nossa sociedade por um retorno da ética.
A educação, por sua vez, inclui a ética como condição de sua tarefa fundamental. Acompanha o ser humano em todas as etapas e dimensões de sua existência, enquanto um ser aberto e inconcluso, em permanente construção social e histórica. Entrevemos a emersão do ser humano de seu estado inicial, comandado por impulsos e instintos, para um ser humano que desdobra potencialidades biopsicossociais e espirituais, o que requer um processo de humanização integral.
A educação e a ética supõem, por sua vez, a rica experiência da alteridade, no encontro com o outro como o dinamismo que dá real fecundidade à práxis, lastreando sua ação e reflexão sobre o mundo. Este face a face com o outro requer partilha do mundo enquanto obra da justiça. Recusa o injustificável de qualquer condição domesticadora ou sistema discricionário. Deste útero da educação, nascem os resistentes que fazem existir a ética e assumem a denúncia e o anúncio como atitudes proféticas por um mundo melhor, sendo sinais inequívocos de esperança. Estes são capazes de decisão e de ruptura, pois fazem da responsabilidade uma exigência fundamental da liberdade.

Coordenadora: Daniela Dias dos Anjos
Contato: daniela.anjos@usf.edu.br
 

9. PROJETO: PEDAGOGIA FREINET: CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE CRIANÇAS E PROFESSORES


RESUMO:

Este projeto tem por objetivo conhecer e analisar a trajetória e a prática de professores que trabalham com a pedagogia Freinet em escolas públicas no Brasil e buscar indícios das contribuições desse trabalho para a formação de professores. Freinet foi um educador francês que, a partir diálogo com outros colegas professores criou um modo inovador de (re)pensar a organização do trabalho pedagógico na escola, pautado em princípios tais como: autonomia, cooperação, trabalho e livre expressão e prezando pela íntima relação entre vida e escola. Em 1924 funda o movimento Freinet, que hoje é presente em mais de 30 países, incluindo o Brasil e vem inspirando a prática de muitos profissionais. Este projeto de pesquisa tem como foco a análise conjunta de práticas de professores Freinet no contexto da educação pública brasileira com o objetivo de dar maior visibilidade a tais práticas, contribuir para seu desenvolvimento através do diálogo entre pares, bem como contribuir para a formação de professores.


Coordenador: Frei Nilo Agostini
Contato: nilo.agostini@usf.edu.br
 


10. PROJETO: EDUCAÇÃO, RELIGIÕES E TEOLOGIA COMPARADA, NUM CONTEXTO DE MUDANÇA DE ÉPOCA

RESUMO:

Este projeto de pesquisa tem como objetivo investigar a produção de conhecimento visando ao resgate do sentido que as religiões conferem à educação, identificando os caminhos pedagógicos que as lastreiam em sua missão de conduzir a vida da humanidade. Objetiva-se igualmente dinamizar o estudo e as técnicas do ensino religioso, buscando aprofundar o processo de ensino-aprendizagem e habilitar para as pesquisas nesta área.
Objetiva-se acionar a teologia, constituindo-se esta na ciência própria das religiões, que parte da experiência de fé que se vivencia em cada uma delas e da relação com a transcendência traduzida para o cotidiano das pessoas e das comunidades. Requer-se acionar a compreensão integral do ser humano, na forma como a tradição ocidental soube captá-la, enquanto corporeidade (o eros), sensibilidade (o pathos), espiritualidade (o mythus) e razão (o logos), capaz de captar o fenômeno religioso e suas repercussões no campo da educação. Num estudo comparado, surgem tanto as diferenças interpretativas de temas comuns, bem como os elementos que aproximam as diferentes religiões.
Como vivemos num contexto de “mudança de época”, marcada pela transição entre a modernidade e a pós-modernidade, na qual se redimensionam os valores vitais e os eixos básicos da vida humana, cabe analisar igualmente a capacidade das religiões e suas teologias de lidar com este fenômeno no campo da educação.
Enquanto pertencentes a uma Universidade Franciscana, o objetivo deste projeto de pesquisa é igualmente captar a atualidade do modo de ser inaugurado por São Francisco de Assis, seu pensamento e suas repercussões no campo da educação. A universalidade de seu modo de vida, ao captar a radicalidade do mistério humano, conserva uma permanente atualidade.



USF - Universidade São Francisco | Todos os direitos reservados.


USF - Universidade São Francisco | Todos os direitos reservados.