Logo da USF - Universidade São Francisco

botão de atalho p/ o Vestibular da USF
botão de atalho p/ o Vestibular da USF
logo usf
logo usf
botão de atalho p/ o Vestibular da USF botão de atalho p/ o Vestibular EAD da USF
Pesquisa

Projetos de Pesquisa

Projetos de Pesquisa

Novas Metodologias de Ensino, Aprendizagem e Avaliação

Título: O USO DE METODOLOGIAS ATIVAS NA FORMAÇÃO DO ARQUITETO E URBANISTA E O IMPACTO NO RESULTADO DAS AVALIAÇÕES.

Resumo:
A linha de pesquisa Tecnologias e Inovação em Contextos Escolares e Não Escolares faz parte do Grupo de Pesquisa em Educação, Tecnologia e Inovação (GPETI) e será a base para o desenvolvimento deste trabalho de pesquisa. Segundo a Resolução nº 2, de 17 de junho de 2010, que Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo a formação é generalista, os currículos exigidos são mínimos, sem aprofundar questões complexas, que não podem ser resolvidas com o ensino tradicional. O objetivo principal deste projeto é avaliar o uso de Metodologias Ativas no ensino do curso de Arquitetura e Urbanismo, nos três campi, Bragança Paulista, Campinas e Itatiba, para a partir de consulta aos docentes e discentes identificar e, se possível mensurar o impacto positivo do uso das Metodologias Ativas na formação dos nossos estudantes e futuros Arquitetos e Urbanistas. A partir de levantamento realizado por e-mail com os docentes do curso foi possível verificar inicialmente que existem professores que fizeram o curso de Metodologias Ativas ofertados pela Universidade São Francisco, em 2015. Esses docentes, também, informaram que aplicam algum tipo de Metodologia Ativa no desenvolvimento de suas atividades acadêmicas do curso. A metodologia proposta começa com a pesquisa e revisão bibliográfica, sendo que a pesquisa focará nas metodologias ativas adotadas em cursos de Arquitetura e Urbanismo e, Engenharia Civil. Serão aplicados questionários para o levantamento de dados junto aos docentes e discentes. O estudo de caso será focado nos cursos de Arquitetura e Urbanismo da USF. A pesquisa, nesta etapa do projeto visa identificar os impactos do uso das metodologias ativas no resultado das avaliações. Por fim, a análise dos dados e recomendações para aplicação de Metodologias Ativas em Cursos de Arquitetura e Urbanismo e, até alterações nos Projetos Pedagógicos dos Cursos visando atender as tecnologias e inovações que se pretende incorporar no ensino não tradicional, com o foco nas competências e habilidades dos nossos alunos.
Coordenadora: GLACIR TERESINHA FRICKE
E-mail: glacir.fricke@usf.edu.br

Título: PERCEPÇÃO DOCENTE E DISCENTE SOBRE O USO DE METODOLOGIAS ATIVAS DE APRENDIZAGEM NO ENSINO MÉDICO.

Resumo:
Este projeto de pesquisa tem como objetivo identificar o grau de percepção dos professores e estudantes do Curso de Medicina da USF relativas ao desenvolvimento de metodologias ativas como processo de centralização do aluno como sujeito de aprendizagem. Método: Trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva e analítica, com abordagens quantitativa e qualitativa envolvendo docentes e discentes do Curso de Medicina. Na coleta de dados, será utilizado um questionário fechado e uma entrevista semiestruturada de aprofundamento. Na elaboração do questionário serão empregadas questões fechadas e assertivas sobre o objeto do estudo apontando grau de percepção docente e discente sobre a metodologia ativa de aprendizagem e a importância do uso como prática pedagógica segundo a escala de Likert. Os dados obtidos serão sistematizados, classificados, tabulados e dispostos em gráficos. Resultados: Os resultados irão demonstrar qual o grau de percepção docente e discente sobre o uso de Metodologias Ativas de Aprendizagem na Prática Pedagógica no Ensino Médico.
Coordenadora: MARIA BETÂNIA DE OLIVEIRA GARCIA
E-mail: maria.garcia@usf.edu.br

Título: METODOLOGIAS ATIVAS DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA.

Resumo:
Este trabalho tem como objetivo discutir as práticas de aprendizagem das metodologias ativas na educação a distância inseridas no contexto do ensino superior brasileiro. O uso da aprendizagem ativa como forma de desenvolver o pensamento crítico e reflexivo, valores éticos, trabalho em equipe, autonomia e protagonismo do aluno são elementos a serem investigados nesta pesquisa. O estudo também contempla a verificação da possibilidade de afirmar que as metodologias ativas são capazes de promover um processo de ensino aprendizagem satisfatório em cursos e ou disciplinas a distância. Desta forma será realizada uma busca por artigos de pesquisa. A relevância deste estudo justifica-se pelas inúmeras e variadas publicações nos últimos anos, abordando aspectos como: definições de metodologias ativas, tipos mais comuns, aplicações nas mais diversas áreas de ensino, descrições de experiências no ensino fundamental, médio e superior e em modalidades presenciais e a distância. Espera-se que a ampliação do conhecimento das práticas de metodologias ativas na educação a distância poderá contribuir para a compreensão do processo de aprendizagem nesta modalidade de ensino assumindo a metodologia ativa não mais como um modismo, mas como estratégia de aprendizagem inovadora que atende às diretrizes curriculares nacionais. Além disso este trabalho pode fornecer as instituições de ensino superior (IES) informações relevantes que lhes possibilitem avaliar seus métodos e promover ações corretivas que possam diminuir a evasão das disciplinas e dos cursos da modalidade de ensino a distância.
Coordenadora/Voluntária: ALINE RIBEIRO BACAN
E-mail: aline.bacan@usf.edu.br

Título: INOVANDO MÉTODOS DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM FARMÁCIA COM O USO DE METODOLOGIAS ATIVAS.

Resumo:
No atual contexto social, no qual os meios de comunicação estão potencializados pelo avanço das novas tecnologias e pela percepção do mundo vivo como uma rede de relações dinâmicas e em constante transformação tem-se discutido a necessidade de urgentes mudanças nas instituições de ensino superior visando, entre outros aspectos, à reconstrução de seu papel social. Neste cenário, o uso de metodologias ativas de aprendizagem com a participação do discente no seu processo de construção do conhecimento torna-se importante ferramenta na discussão sobre o que se ensina, como se ensina e para que se ensina. A Cosmetologia constitui-se numa disciplina integrante da grade curricular de farmácia, envolve conteúdo multidisciplinar, cujo objetivo foca abordagem dos conceitos relativos aos produtos de higiene pessoal, e cosméticos; anatomofisiologia da pele e anexos; permeabilidade seletiva da superfície cutânea; desenvolvimento de produtos; perfumes e legislação. O objetivo deste trabalho consiste na articulação de um processo ensino-aprendizagem em cosmetologia, através da elaboração e aplicação das Sequências de Ensino-Aprendizagem (SEA) com o tema “Formulações Verdes” estimulando também o uso de software livre para o desenvolvimento de produtos. Além da integração dos conteúdos interdisciplinares, pretende-se a transdisciplinaridade através da abordagem relacionada ao Meio Ambiente e Sustentabilidades atualmente presentes na formação do farmacêutico. A aplicação da metodologia ativa proposta neste trabalho visa a implementação de um modelo pedagógico inovador e de grande importância para o planejamento de estratégias de ensino.
Coordenadora/Voluntária: IARA LÚCIA TESCAROLLO
E-mail: iara.dias@usf.edu.br

Título: AVALIAÇÃO DE CONTRIBUIÇÕES DAS METODOLOGIAS ATIVAS PARA O ENSINO SUPERIOR.

Resumo:
Os processos de ensino-aprendizagem são dinâmicos e estão passando por significativas alterações nas últimas décadas. Impulsionada pelo grande acesso às informações que os estudantes modernos estão submetidos no dia-a-dia, entende-se que repensar a função docente, bem como sua atuação em sala de aula, é fundamental para que se obtenha sucesso na fase de transmissão de conhecimento em sala de aula. Dessa maneira, o objetivo deste projeto é investigar quais são as contribuições que o uso das metodologias ativas, em sala de aula podem proporcionar para a formação do processo de ensino aprendizagem do estudante no que tange não só a sua formação profissional, mas também quanto a formação de um senso crítico capaz de produzir novas ideias para a área em que o futuro formando atuará. Para tanto, as ações versarão sobre pesquisa documental e entrevistas com os docentes de instituições de ensino superior para se avaliar sua postura frente às inovações acadêmicas na Educação. Por fim, será realizada análise estatística referente aos dados coletados, gerando-se um documento estratificado com o perfil docente.
Coordenador/Voluntário: MARCELO AUGUSTO GONÇALVES BARDI
E-mail: marcelo.bardi@usf.edu.br




USF - Universidade São Francisco | Todos os direitos reservados.


USF - Universidade São Francisco | Todos os direitos reservados.